Omeprazol Faz Mal?

Pantoprazol causa câncer? Parei de usar Omeprazol para não ter demência! Grávida pode tomar omeprazol? Pra que serve esse medicamento? São assuntos frequentes em consultório devido informações que circulam pelas redes sociais. Neste resumo temos as respostas e mais algumas informações úteis a respeito do tema.

Esses remédios fazem mal de verdade?

Os inibidores da bomba de prótons estão entre os medicamentos mais prescritos, muitas vezes utilizados em excesso e para condições inadequadas. Considerados eficazes e bem tolerados, com apenas efeitos colaterais raros e leves no uso de curto prazo. Seu efeito reduz a produção ácida do estômago, inibindo a produção do ácido clorídrico, portanto útil no tratamento de gastrite, úlceras gástricas e doença do refluxo gastroesofágico. Nos últimos anos, diversos efeitos adversos foram apontados e investigados. Este artigo revisou tudo que havia de evidência até 2017.

Os potenciais efeitos adversos variam de interação com outros medicamentos, aumento do risco de infecções, redução da absorção intestinal de vitaminas e minerais, danos renais demência e câncer.

Causam câncer?

Não temos evidência o suficiente para afirmar que esses medicamentos causam câncer, o que existe é o aumento documentado de pólipos gástricos, o que não significa se transformar em doença neoplásica. Assim que uma substância é identificada como cancerígena os órgãos competentes mundiais se encarregam de retirar do mercado. De qualquer modo, em caso de uso prolongado, avaliações periódicas do quadro clínico podem encontrar lesões pré-cancerígenas e trata-las antes mesmo que se transforme no câncer. É importante frisar que a vigilância das substâncias potencialmente cancerígenas deve ser constante. 

Causam demência?

Os estudos que evidenciaram um possível aumento de demência tem um nível de evidência incerto pois os resultados foram em estudos com animais. Esses experimentos apenas evidenciaram aumento de depósito Beta Amilóide, isso não necessariamente indica que é causador de demência. Já existem diversas linhas de pesquisa que indicam que o depósito de Beta Amilóide não é o principal responsável por induzir o Mal de Alzheimer como se acreditava. Portanto ainda há necessidade de uma investigação mais aprofundada.

Grávida pode tomar omeprazol?

Até a presente data, SIM. Não há evidência suficiente para proibir o uso. Atualmente os inibidores de bomba de próton estão classificados como grupo B ou seja não foram realizados estudos garantindo 100% de segurança, mas também não foi observado nenhum malefício significativo ao longo de todos os anos de uso.

Resumo das possíveis complicações

Nesta tabela estão resumidos os apontamentos, se os estudos indicaram evidência robusta e as possíveis explicações para cada complicação:

EfeitoNível de EvidênciaPossível explicação
Risco de fraturaFracoAbsorção de cálcio reduzida
Deficiência de MagnésioFracoMal definida → má absorção e perda renal
Deficiência VitB12FracoAbsorção Reduzida
DemênciaIncertoDepósito Beta Amilóide em animais
Risco CardiovascularFracoEfeito do metabolismo competitivo
Doença RenalModestoIncerto talvez por acúmulo no rim
C. difficileFracoPromover a colonização bacteriana
PneumoniaFracoMicroaspiração
Formar PóliposConsistenteEfeito direto de crescimento
Câncer de EstômagoIncertoPossível sinergismo com H. Pilory
Câncer de Intestino

Sem associação clínica

Algum efeito químico observado in Vitro

Conclusão

Para a maioria dos efeitos colaterais, existe uma explicação plausível ; no entanto, a evidência clínica geralmente é fraca e não pode ser claramente associada ao uso da medicação. Embora o tratamento de curto prazo raramente represente qualquer dano, há preocupação de complicações relacionadas a uso de de longo prazo sem acompanhamento adequado. Também não existem evidências de risco aumentado para uso na gravidez. De modo geral, na maioria dos casos e com base nas evidências disponíveis, os benefícios parecem superar os potenciais feitos adversos. Mesmo assim, é sempre recomendado seguimento médico.

Faça sempre acompanhamento regular.

Referência

Eusebi, L. H., Rabitti, S., Artesiani, M. L., Gelli, D., Montagnani, M., Zagari, R. M., & Bazzoli, F. (2017). Proton pump inhibitors: Risks of long-term use. Journal of gastroenterology and hepatology32(7), 1295–1302.

https://doi.org/10.1111/jgh.13737

Compartilhar:

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *