Tratamento de Ansiedade Sem Remédio

Tratamento de Ansiedade Sem Abordagem Farmacológica

O Poder da Psicoterapia

Tratamento de Ansiedade

Com toda certeza é a arma, não medicamentosa, mais poderosa que temos à disposição para tratamento da ansiedade.Ensaios clínicos descobriram que a terapia cognitivo-comportamental (TCC) reduz efetivamente os sintomas de ansiedade em comparação com as condições de controle. Uma meta-análise de 39 ensaios clínicos randomizados revelou que a TCC foi mais eficaz do que as condições de controle (lista de espera, placebo psicológico ou tratamento usual). Os ensaios clínicos de psicoterapias para ansiedade além da TCC não mostraram evidências suficientes de eficácia para recomendar seu uso formalmente, embora haja evidências para abordagens baseadas em atenção plena e aceitação e que cada paciente pode responder de forma positiva individualmente independente das evidências. Na maior parte dos estudos a TCC individual teve como padrão 10 a 15 sessões de 60 minutos, mas, na prática clínica, podemos utilizar sessões adicionais dependendo do nível de gravidade do paciente, presença de comorbidades, resistência do paciente à abordagem de tratamento, competência do terapeuta e o número de componentes incorporados.

Atividade Física

Convencional

O exercício físico é definido como o movimento realizado para se tornar mais forte e saudável. O exercício físico de rotina é recomendado para todos os adultos pelo Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, entre outros grupos, citando resultados de pesquisas sobre seus efeitos benéficos à saúde. Apenas 30% dos adultos americanos atingem a quantidade recomendada de exercícios por semana. Os ensaios clínicos sugerem que o exercício pode diminuir a ansiedade em pacientes com sintomas ou distúrbios de ansiedade. Os tipos mais estudados são o treino aeróbico e o treino de alta intensidade conhecido como HIIT.

Tai Chi

Tai Chi

Tai chi (também conhecido como tai chi chuan) é uma forma de exercício mente-corpo que se originou na China e envolve artes marciais, meditação e movimentos de dança que focam na conexão mente e corpo. Uma revisão de 2014 de 35 ensaios clínicos estudou a eficácia do tai chi para ansiedade e depressão em 2765 participantes, descobrindo que a intervenção reduziu os sintomas de ansiedade com um tamanho de efeito pequeno a moderado em comparação com condições de controle. Os revisores observaram a necessidade de mais pesquisas com estudos metodologicamente mais rigorosos. Alguns exemplos desses estudos: Um ensaio clínico com 50 mulheres foi designado para praticar tai chi duas a quatro vezes por semana ou para atividades diárias, como de costume, durante 12 semanas. O grupo designado para tai chi experimentou diminuição da ansiedade e melhora da qualidade de vida ao longo do tratamento. Outro ensaio clínico de pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica foi aleatoriamente designado para praticar tai chi três a cinco vezes por semana ou continuar com medicamentos de rotina e descartar qualquer tipo de exercício por um período de três meses. Os indivíduos do grupo de tai chi experimentaram sintomas reduzidos de ansiedade em comparação com o grupo de controle Mais um estudo com 133 voluntários adultos saudáveis foram designados para 60 minutos de exercícios de tai chi três vezes por semana ou para continuar com sua rotina diária sem mudanças por um período de 12 semanas. Os participantes designados para tai chi experimentaram uma diminuição nos níveis de ansiedade em comparação com o grupo de controle.

Ioga

Ioga é uma prática de respiração, atenção plena, espiritualidade, corpo e a conexão entre todos esses fatores. Por meio de seus três componentes principais (posturas, respiração e meditação). Em diversos ensaios clínicos, descobriu-se que a prática de ioga reduz os níveis de ansiedade. A seguir veremos o resumo dos achados de 8 estudos: Em um estudo envolvendo 226 indivíduos com transtorno de ansiedade generalizada, que foram designados a 12 semanas de Kundalini Ioga (KI) e foram comparados a TCC versus educação sobre o estresse. As taxas de resposta foram maiores no grupo KI do que no grupo de educação sobre estresse em 12 semanas. No acompanhamento de seis meses, houve uma tendência de maiores taxas de resposta no grupo KI em comparação com a educação sobre estresse. Os indivíduos do grupo de TCC tiveram taxas de resposta mais altas do que KI ou educação sobre o estresse em 12 semanas e seis meses. Um ensaio clínico de 2017 designou aleatoriamente indivíduos com ansiedade a um programa Yomi de cinco semanas ou a uma condição de controle de lista de espera. O programa Yomi de 10 sessões combina treinamento psicoeducacional, yin Yoga e treinamento de atenção plena. No final do teste, os indivíduos designados para Yomi diminuíram o estresse e a preocupação, e aumentaram a atenção plena em comparação com o grupo de controle, com efeitos moderados a grandes. Outros estudos randomizados sugerem que a Yoga pode diminuir o estresse e a ansiedade quando comparada com nenhum tratamento, mas não quando comparada com o alongamento. Os estudos disponíveis sofrem de múltiplas limitações metodológicas, como pequenos tamanhos de amostra e variabilidade no tipo de Ioga, grupo controle e perfil dos participantes. Mais pesquisas são necessárias para avaliar a eficácia completa da ioga em comparação com outras formas de atividade física e como tratamento adjuvante à TCC ou medicamentos. Porém já é possível afirmar com bom nível de garantia que a prática de Ioga contribui substancialmente no controle do estresse e da ansiedade, podendo ser recomendado rotineiramente na prática clínica.

Ioga

Meditação de Mindfullness

A meditação chamada Mindfulness foi definida como “prestar atenção de uma maneira particular propositalmente, no momento presente, e sem julgar”, foi desenvolvida com base em um tipo de meditação milenar de nome Vipassana pelo Dr. Jon Kabat-Zinn em 1970. Os elementos básicos incluem a autorregulação da atenção e a adoção de uma postura sem julgamentos em relação à própria experiência. A prática da meditação da atenção plena existe há mais de 2500 anos. Uma revisão sistemática de 2014 e meta-análise de 47 ensaios com 3.515 participantes descobriram que os programas de meditação mindfulness apresentaram evidências moderadas de redução da ansiedade. Efeitos menores foram encontrados para depressão, redução da dor, estresse / angústia e qualidade de vida relacionada à saúde mental. O mindfulness e suas variantes clínicas, como terapia cognitiva baseada em mindfulness, tem sido usado no tratamento de múltiplos transtornos psiquiátricos, com vários graus de evidências de pesquisa de apoio. Saiba mais das áeras cerebrais envolvidas na medicação.

Espiritualidade E Religião

Espiritualidade e atividades religiosas, em geral, podem ser consideradas como práticas de vida relacionadas ao espírito ou alma humana, em integração ao plano material e físico. A religião normalmente envolve, além disso, um relacionamento com Deus ou um poder superior. Espiritualidade e religião podem fornecem estrutura robusta e flexível para a compreensão do mundo e de si mesmo, o que pode promover maior tolerância à incerteza, enfrentamento dos problemas, desenvoltura pessoal e otimismo. As religiões também podem oferecer uma comunidade de apoio, reduzindo o isolamento social. Há muitas décadas se estuda se um componente espiritual é vital para os efeitos da mediação na redução da ansiedade, mas as evidências disponíveis dos ensaios clínicos são insuficientes para fornecer uma resposta, a maioria dos estudos são mais antigos e há necessidade de novas avaliações com métodos mais modernos.

Meditação espiritual

Muitas culturas ao redor do mundo integram a meditação em seus princípios religiosos e espirituais. Alguns desses tipos de meditação já foram avaliados em alguns estudos e são classificados como meditação transcendental, meditação qigong, tipos de meditação espiritual.

Meditação transcendental

A meditação transcendental (MT) envolve o uso de um mantra, sentado confortavelmente, duas vezes ao dia com os olhos fechados por 15 a 20 minutos. A MT tem uma dimensão espiritual; sua prática afasta a mente dos assuntos físicos para um foco no universo maior e no lugar do indivíduo dentro dele. O uso de um mantra envolve focar em seu som, sem significado conceitual, permitindo que a mente transcenda totalmente em um campo ilimitado de puro ser. Essas qualidades distinguem a MT das formas seculares de meditação, como a meditação da atenção plena. Uma meta-análise de 16 ensaios clínicos com 1295 participantes descobriu que a meditação transcendental reduziu a ansiedade em comparação com o tratamento usual. Populações com níveis de ansiedade inicial elevados (por exemplo, pacientes com ansiedade crônica, veteranos com transtorno de estresse pós-traumático e presidiários) mostraram tamanhos de efeitos maiores. Nenhum efeito adverso foi relatado.

Meditação Qigong

A meditação Qigong é uma prática de saúde chinesa antiga que integra movimento, respiração e meditação em uma prática multifacetada. A prática meditativa utiliza a consciência da respiração, mantra, canto, som, visualização e foco em conceitos como circulação de energia vital, estética e valores morais. O tratamento com qigong incorpora habilidades ou técnicas operacionais mente-corpo que integram os ajustes do corpo, da respiração e da mente. A meditação qigong se concentra no fluxo de qi, que é um poder espiritual universal presente em toda vida. Os ensaios clínicos que incluíram a avaliação do efeito da terapia de qigong sobre a ansiedade encontraram resultados principalmente positivos, mas mistos em diversas populações.

Meditação devocional

Meditação devocional, também conhecida como oração contemplativa, é uma forma de oração cristã com ênfase na meditação. Conectando-se ao Deus cristão de uma forma aberta, passiva e não exigente. Os ensaios clínicos encontraram resultados mistos porém positivos em sua maioria para a meditação devocional em comparação com as condições de controle. Porém a maior parte dos estudos são com um pequeno número de participantes e por um período curto de tempo.

Oração de centramento

A oração de centramento é uma abordagem contemporânea, desenvolvida em 1974, como uma alternativa mais acessível à oração contemplativa. Atenção especial é dada à postura, respiração e ao espaço que a pessoa ocupa. Semelhante à meditação da atenção plena, o objetivo da oração de centramento não é esvaziar a mente, mas sim exercitar a disposição de deixar os pensamentos irem e virem, usando uma palavra sagrada como ferramenta de orientação. A oração de centramento difere das formas seculares de meditação porque a ênfase está na intenção de ter uma experiência compartilhada com a presença de Deus em vez de atenção ou concentração. Ensaios não controlados descobriram que várias semanas de oração de centramento diária estavam associadas à diminuição da ansiedade.

Produtos naturais

Dois estudos, ambos apoiados pelo Centro Nacional de Saúde Complementar e Integrativa, sugerem que o extrato de camomila pode ser útil no controle do transtorno de ansiedade generalizada, mas os estudos são preliminares e seus resultados não são conclusivos ainda. Kava pode ter um efeito benéfico sobre a ansiedade. No entanto, o uso de suplementos de kava foi associado a um risco de danos graves ao fígado. A melatonina tem sido estudada como uma possível alternativa aos medicamentos redutores de ansiedade convencionais para pacientes que estão prestes a se submeter a alguma cirurgia, e os resultados têm sido promissores. Não há evidências suficientes sobre passiflora ou valeriana para a ansiedade para permitir que qualquer conclusão seja alcançada.

Outras terapias sugeridas

Além das práticas já citadas existem algumas outras abordagens que já demonstram alum nível de benefício mas também são necessários estudos maiores e com maior rigor científico para chegarmos em conclusões mais precisas, porém podemos incluir no arsenal terapêutico contra a ansiedade:

Hipnose

Acupuntura

Massagens relaxantes

Músicas relaxantes

Aromaterapia com Lavanda

Contato frequente com a Natureza

Integrativa

Referencias

  1. Meta-analysis of cognitive-behavioral treatments for generalized anxiety disorder: a comparison with pharmacotherapy. Mitte K Psychol Bull. 2005;131(5):785.
  2. Psychological and pharmacological treatments for generalized anxiety disorder (GAD): a meta-analysis of randomized controlled trials. Carl E, Witcraft SM, Kauffman BY, Gillespie EM, Becker ES, Cuijpers P, Van Ameringen M, Smits JAJ, Powers MB Cogn Behav Ther. 2020;49(1):1. Epub 2019 Feb 14.
  3. Psychological and pharmacological treatments for generalized anxiety disorder (GAD): a meta-analysis of randomized controlled trials. Carl E, Witcraft SM, Kauffman BY, Gillespie EM, Becker ES, Cuijpers P, Van Ameringen M, Smits JAJ, Powers MB Cogn Behav Ther. 2020;49(1):1. Epub 2019 Feb 14.
  4. Yoga for depression: the research evidence. Pilkington K, Kirkwood G, Rampes H, Richardson J J Affect Disord. 2005 Dec;89(1-3):13-24. Epub 2005 Sep 26.
  5. Yoga for anxiety: a systematic review of the research evidence. Kirkwood G, Rampes H, Tuffrey V, Richardson J, Pilkington K Br J Sports Med. 2005 Dec;39(12):884-91; discussion 891.
  6. Yoga as a therapeutic intervention: a bibliometric analysis of published research studies. Khalsa SB Indian J Physiol Pharmacol. 2004 Jul;48(3):269-85.
  7. Efficacy of Yoga vs Cognitive Behavioral Therapy vs Stress Education for the Treatment of Generalized Anxiety Disorder: A Randomized Clinical Trial. Simon NM, Hofmann SG, Rosenfield D, Hoeppner SS, Hoge EA, Bui E, Khalsa SBS JAMA Psychiatry. 2021;78(1):13.
  8. Yin yoga and mindfulness: a five week randomized controlled study evaluating the effects of the YOMI program on stress and worry. Hylander F, Johansson M, DaukantaitėD, Ruggeri K Anxiety Stress Coping. 2017;30(4):365. Epub 2017 Mar 13.
  9. Effective and viable mind-body stress reduction in the workplace: a randomized controlled trial. Wolever RQ, Bobinet KJ, McCabe K, Mackenzie ER, Fekete E, Kusnick CA, Baime M J Occup Health Psychol. 2012 Apr;17(2):246-58. Epub 2012 Feb 20.
  10. A randomised comparative trial of yoga and relaxation to reduce stress and anxiety. Smith C, Hancock H, Blake-Mortimer J, Eckert K Complement Ther Med. 2007 Jun;15(2):77-83. Epub 2006 Jun 21.
  11. Effect of restorative yoga vs. stretching on diurnal cortisol dynamics and psychosocial outcomes in individuals with the metabolic syndrome: the PRYSMS randomized controlled trial. Corey SM, Epel E, Schembri M, Pawlowsky SB, Cole RJ, Araneta MR, Barrett-Connor E, Kanaya AM Psychoneuroendocrinology. 2014;49:260. Epub 2014 Jul 21.
  12. The effects of tai chi on depression, anxiety, and psychological well-being: a systematic review and meta-analysis. Wang F, Lee EK, Wu T, Benson H, Fricchione G, Wang W, Yeung AS Int J Behav Med. 2014 Aug;21(4):605-17.
  13. The effect of Tai Chi and Qigong practice on depression and anxiety symptoms: A systematic review and meta-regression analysis of randomized controlled trials Yin J, Dishman RK Ment Health Phys Act. 2014;7:135.
  14. Influence of middle-age women’s anxiety by Taiji practice Li X J Sports Med Adult Ed. 2012;28:36.
  15. The effect of Taiji to depression and anxiety of chronic obstructive pulmonary disease Li Z Chinese Journal of Aesthetic Medicine. 2011;20:129.
  16. Associations between Tai Chi Chung program, anxiety, and cardiovascular risk factors. Chang MY, Yeh SC, Chu MC, Wu TM, Huang TH Am J Health Promot. 2013 Sep-Oct;28(1):16-22. Epub 2013 Mar 7.
  17. Effect of Tai Chi exercise on the physical and mental health of the elder patients suffered from anxiety disorder. Song QH, Shen GQ, Xu RM, Zhang QH, Ma M, Guo YH, Zhao XP, Han YB Int J Physiol Pathophysiol Pharmacol. 2014;6(1):55. Epub 2014 Mar 13.
  18. Tai chi as an alternative and complimentary therapy for anxiety: a systematic review. Sharma M, Haider T J Evid Based Complementary Altern Med. 2015;20(2):143. Epub 2014 Dec 8.
  19. Effects of tai chi chuan on anxiety and sleep quality in young adults: lessons from a randomized controlled feasibility study. Caldwell KL, Bergman SM, Collier SR, Triplett NT, Quin R, Bergquist J, Pieper CF Nat Sci Sleep. 2016;8:305. Epub 2016 Nov 14.
  20. The Effects of Twelve Weeks of Tai Chi Practice on Anxiety in Stressed But Healthy People Compared to Exercise and Wait-List Groups-A Randomized Controlled Trial. Zheng S, Kim C, Lal S, Meier P, Sibbritt D, Zaslawski C J Clin Psychol. 2018;74(1):83. Epub 2017 Jun 13.
  21. US Department of Health and Human Services. Physical Activity Guidelines for Americans. US Department of Health Services, Washington, DC 2008.
  22. Let’s get physical: a contemporary review of the anxiolytic effects of exercise for anxiety and its disorders. Asmundson GJ, Fetzner MG, Deboer LB, Powers MB, Otto MW, Smits JA Depress Anxiety. 2013 Apr;30(4):362-73. Epub 2013 Jan 8.
  23. Kabat-Zinn J. Wherever You Go, There You Are: Mindfulness Meditation in Everyday Life, Hyperion, New York 1994.
  24. Effects of mindfulness on psychological health: a review of empirical studies. Keng SL, Smoski MJ, Robins CJ Clin Psychol Rev. 2011 Aug;31(6):1041-56. Epub 2011 May 13.
  25. Meditation programs for psychological stress and well-being: a systematic review and meta-analysis. Goyal M, Singh S, Sibinga EM, Gould NF, Rowland-Seymour A, Sharma R, Berger Z, Sleicher D, Maron DD, Shihab HM, Ranasinghe PD, Linn S, Saha S, Bass EB, Haythornthwaite JA JAMA Intern Med. 2014;174(3):357.
  26. Randomized trial of a meditation-based stress reduction program and cognitive behavior therapy in generalized social anxiety disorder. Koszycki D, Benger M, Shlik J, Bradwejn J Behav Res Ther. 2007 Oct;45(10):2518-26. Epub 2007 May 3.
  27. Mindfulness-based cognitive therapy: further issues in current evidence and future research. Williams JM, Russell I, Russell D J Consult Clin Psychol. 2008 Jun;76(3):524-9.
  28. A randomized pilot study of mindfulness-based cognitive therapy and group cognitive-behavioral therapy for young adults with social phobia. Piet J, Hougaard E, Hecksher MS, Rosenberg NK Scand J Psychol. 2010;51(5):403.
  29. A controlled evaluation of acceptance and commitment therapy plus habit reversal for trichotillomania. Woods DW, Wetterneck CT, Flessner CA Behav Res Ther. 2006 May;44(5):639-56. Epub 2005 Jul 22.
  30. Mindfulness and acceptance in the treatment of disordered eating Baer RA, Fischer S, Huss DB J Ration Emot Cogn Behav Ther. 2005;23:281.
  31. An Exploratory Study of a Meditation-based Intervention for Binge Eating Disorder. Kristeller JL, Hallett CB J Health Psychol. 1999 May;4(3):357-63.
  32. Mindfulness meditation and substance use in an incarcerated population. Bowen S, Witkiewitz K, Dillworth TM, Chawla N, Simpson TL, Ostafin BD, Larimer ME, Blume AW, Parks GA, Marlatt GA Psychol Addict Behav. 2006 Sep;20(3):343-7.
  33. Mindfulness-based relapse prevention for alcohol and substance use disorders Witkiewitz K, Marlatt GA, Walker D J Cogn Psychother. 2005;19:211.
  34. Mindfulness-based cognitive therapy reduces overgeneral autobiographical memory in formerly depressed patients. Williams JM, Teasdale JD, Segal ZV, Soulsby J J Abnorm Psychol. 2000 Feb;109(1):150-5.
  35. Metacognitive awareness and prevention of relapse in depression: empirical evidence. Teasdale JD, Moore RG, Hayhurst H, Pope M, Williams S, Segal ZV J Consult Clin Psychol. 2002;70(2):275.
  36. Mindfulness-based cognitive therapy and self-discrepancy in recovered depressed patients with a history of depression and suicidality Crane C, Barnhofer T, Duggan D, et al Cogn Ther Res. 2008;32:775.
  37. Mindfulness-based cognitive therapy to prevent relapse in recurrent depression. Kuyken W, Byford S, Taylor RS, Watkins E, Holden E, White K, Barrett B, Byng R, Evans A, Mullan E, Teasdale JD J Consult Clin Psychol. 2008;76(6):966.
  38. Mindfulness-based cognitive therapy as a treatment for chronic depression: A preliminary study. Barnhofer T, Crane C, Hargus E, Amarasinghe M, Winder R, Williams JM Behav Res Ther. 2009;47(5):366. Epub 2009 Feb 5.
  39. Two-year randomized controlled trial and follow-up of dialectical behavior therapy vs therapy by experts for suicidal behaviors and borderline personality disorder. Linehan MM, Comtois KA, Murray AM, Brown MZ, Gallop RJ, Heard HL, Korslund KE, Tutek DA, Reynolds SK, Lindenboim N Arch Gen Psychiatry. 2006;63(7):757.
  40. Effects of mindfulness meditation on occupational functioning and health care utilization in individuals with anxiety. Hoge EA, Guidos BM, Mete M, Bui E, Pollack MH, Simon NM, Dutton MA J Psychosom Res. 2017;95:7. Epub 2017 Jan 23.
  41. Mechanisms of Change During Attention Training and Mindfulness in High Trait-Anxious Individuals: A Randomized Controlled Study. McEvoy PM, Graville R, Hayes S, Kane RT, Foster JK Behav Ther. 2017;48(5):678. Epub 2017 Apr 13.
  42. Mindfulness and mind wandering: The protective effects of brief meditation in anxious individuals. Xu M, Purdon C, Seli P, Smilek D Conscious Cogn. 2017;51:157. Epub 2017 Apr 2.
  43. Internet-based mindfulness treatment for anxiety disorders: a randomized controlled trial. Boettcher J, Aström V, Påhlsson D, Schenström O, Andersson G, Carlbring P Behav Ther. 2014;45(2):241. Epub 2013 Nov 25.
  44. Living with rheumatoid arthritis: the role of daily spirituality and daily religious and spiritual coping. Keefe FJ, Affleck G, Lefebvre J, Underwood L, Caldwell DS, Drew J, Egert J, Gibson J, Pargament K J Pain. 2001 Apr;2(2):101-10.
  45. Conceptualising spirituality for medical research and health service provision. King MB, Koenig HG BMC Health Serv Res. 2009;9:116. Epub 2009 7 13.
  46. Research on religion, spirituality, and mental health: a review. Koenig HG Can J Psychiatry. 2009 May;54(5):283-91.
  47. Pargament KI. Spiritually Integrated Psychotherapy: Understanding and Addressing the Sacred, The Guilford Press, New York 2007.
  48. Counting blessings versus burdens: an experimental investigation of gratitude and subjective well-being in daily life. Emmons RA, McCullough ME J Pers Soc Psychol. 2003 Feb;84(2):377-89.
  49. Effect of compassion meditation on neuroendocrine, innate immune and behavioral responses to psychosocial stress. Pace TW, Negi LT, Adame DD, Cole SP, Sivilli TI, Brown TD, Issa MJ, Raison CL Psychoneuroendocrinology. 2009 Jan;34(1):87-98. Epub 2008 Oct 4.
  50. Depression, anxiety, and religious life: a search for mediators. Sternthal MJ, Williams DR, Musick MA, Buck AC J Health Soc Behav. 2010 Sep;51(3):343-59.
  51. Centering Prayer as a Healing Response to Everyday Stress: A Psychological and Spiritual Process Ferguson JK, Willemsen EW, Castaneto MV Pastoral Psychol. 2010;59:305.
  52. Is spirituality a critical ingredient of meditation? Comparing the effects of spiritual meditation, secular meditation, and relaxation on spiritual, psychological, cardiac, and pain outcomes. Wachholtz AB, Pargament KI J Behav Med. 2005 Aug;28(4):369-84.
  53. Effects of the transcendental meditation technique on trait anxiety: a meta-analysis of randomized controlled trials. Orme-Johnson DW, Barnes VA J Altern Complement Med. 2014 May;20(5):330-41. Epub 2013 Oct 9.
  54. Serum cytokines, mood and sleep after a qigong program: is qigong an effective psychobiological tool? Manzaneque JM, Vera FM, Rodriguez FM, Garcia GJ, Leyva L, Blanca MJ J Health Psychol. 2009 Jan;14(1):60-7.
  55. Liu T. Qigong Study in Chinese Medicine. A Textbook for Colleges and Schools of Chinese Medicine, China Publisher of Chinese Medicine, Beijing 2005.
  56. Use of qigong therapy in the detoxification of heroin addicts. Li M, Chen K, Mo Z Altern Ther Health Med. 2002 Jan-Feb;8(1):50-4, 56-9.
  57. Effects of Qigong in patients with burnout: a randomized controlled trial. Stenlund T, Birgander LS, Lindahl B, Nilsson L, Ahlgren C J Rehabil Med. 2009 Sep;41(9):761-7.
  58. An evaluation of two behavioral rehabilitation programs, qigong versus progressive relaxation, in improving the quality of life in cardiac patients. Hui PN, Wan M, Chan WK, Yung PM J Altern Complement Med. 2006 May;12(4):373-8.
  59. An empirical study of contemplative prayer as an adjunct to psychotherapy Finney J, Malony H J Psychol Theol. 1985;13:284.
  60. Contemplative prayer and its use in psychotherapy: A theoretical model Finney J, Malony H J Psychol Theol. 1985;13:172.
  61. A controlled evaluation of devotional meditation and progressive relaxation Carlson CA, Bacaseta PE, Simanton DA J Psychol Theol. 1988;16:362.
  62. Relaxation training and prayer behavior as tension reduction techniques Elkins D, Anchor KN, Sandler HM Behav Eng. 1979;5:81.
  63. An empirical study of contemplative prayer as an adjunct to psychotherapy Finney J, Malony H J Psychol Theol. 1985;13:284.
  64. Centering prayer for women receiving chemotherapy for recurrent ovarian cancer: a pilot study. Johnson ME, Dose AM, Pipe TB, Petersen WO, Huschka M, Gallenberg MM, Peethambaram P, Sloan J, Frost MH Oncol Nurs Forum. 2009 Jul;36(4):421-8.
  65. A multifaith spiritually based intervention versus supportive therapy for generalized anxiety disorder: a pilot randomized controlled trial. Koszycki D, Bilodeau C, Raab-Mayo K, Bradwejn J J Clin Psychol. 2014;70(6):489. Epub 2013 Oct 7.
  66. Faith-adapted psychological therapies for depression and anxiety: Systematic review and meta-analysis. Anderson N, Heywood-Everett S, Siddiqi N, Wright J, Meredith J, McMillan D J Affect Disord. 2015;176:183. Epub 2015 Jan 21.
  67. https://www.nccih.nih.gov/health/anxiety-at-a-glance
Compartilhar:

1 comentário em “Tratamento de Ansiedade Sem Remédio”

  1. Pingback: Meditação e o cérebro Humano - MedicinaCerta

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *